ATENÇÃO DA ENFERMAGEM AO PACIENTE PORTADOR DE DOENÇA RENAL CRÔNICA EM USO DE MÉTODO DIALÉTICO POR FÍSTULA ARTÉRIO-VENOSA

Flávia dos Santos Lugão de Souza, Joyce Rogéria Furtado de Souza, osiane Aparecida Dionízio

Resumo


Introdução: Neste estudo abordaremos a extrema importância dos cuidados de enfermagem com o paciente portador de Doença Renal em fase terminal, e em uso do método dialítico fistula artério-venosa. A insuficiência renal crônica (IRC) é doença de elevada morbidade e mortalidade. A incidência e a prevalência da IRC em estádio terminal (IRCT) têm aumentado progressivamente, a cada ano, em “proporções epidêmicas”, no Brasil e em todo o mundo. No Brasil, assim como em todo o mundo, a prevalência de pacientes mantidos em programa crônico de diálise vem crescendo substancialmente. Objetivos: tem como objetivo realizar um levantamento bibliográfico sobre o assunto, descrever sobre o método dialitico fistula artério-venosa e elaborar um plano de cuidados de enfermagem para o paciente portador da patologia. Justificativa: A importância do estudo esta relacionada ao estágio realizado por nós na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no 8º período do curso de enfermagem, onde nos deparamos com um caso de doença renal em “fase terminal”, e, portanto, vê-se a necessidade de profissionais que tenham um olhar diferente sobre a condição do paciente, ou seja, a enfermagem precisa manter o controle de uma assistência com qualidade no setor.

Palavras-chave


Enfermagem, Doença Renal, Métodos Dialíticos, Fistula Artério-Venosa

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

CompatilharCompartilharCompartilhar


VISITANTES ONLINE

Revista Educação, Meio Ambiente e Saúde © Copyright 2014-2016 - FAF - Website by Fabio Fortes.